sexta-feira, abril 15, 2016

CRENTES MANIPULADOS E SEUS “SÁBIOS”POSICIONAMENTOS

“Eu não me atrevo a falar algo contra isso. Vai que é um mover de Deus!”
Ou então, “Deus opera como Ele quer. Se eu falar algo poderei estar pecando contra o Espírito Santo!” e outras pérolas mais semelhantes a estas, são os “sábios” posicionamentos de uma grande parte dos cristãos atuais perante as aberrações que estão sendo disseminadas por falsos profetas na Igreja do Senhor.
Essas declarações são feitas frequentemente em cultos onde as pessoas “caem na Unção” ou então se entregam a “unção do Riso”. Igrejas onde esse tipo de mentalidade já tomou conta de todos, são lugares propícios para o inimigo infiltrar seus falsos profetas e toda sorte de heresias e modismos destrutivos, pois ele sabe que alí ninguém abrirá a boca para denunciar seja o que for.
Como admiro o apóstolo Paulo! Esse sim defendia a Igreja e o Evangelho.
Mas porque esses crentes agem assim?
A resposta é que isso é resultado de ignorância bíblica. Pessoas assim não conhecem nada da Palavra, embora acreditem que conhecem muito.
O pouco conhecimento que possuem não veio de tempo gasto por eles em oração, meditação e estudo da Palavra, mas sim, do alimento que já vem “mastigado” pelos seus líderes conforme o seu bel-prazer e conforme as heresias que pregam.
Crentes desse tipo são guiados por revelações, emocionalismo, comoções e por tudo que seus líderes falam, que são lei para eles.
Não se dão ao trabalho de comparar o que ouvem com as verdades bíblicas, e nem podem fazê-lo, pois como compararão o que ouvem com a Palavra se não a conhecem?
O que resta para eles é ser manipulado.
Mas o pior de tudo é que tenho percebido que muitos gostam disso, contanto que suas concupiscências carnais sejam satisfeitas por pregações carnais.

quarta-feira, março 16, 2016

Olhe-se no espelho

“Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?” (Mateus 7:3)
O comentarista Kent Hughes disse: “Achamos tão fácil olhar pelo microscópio para o pecado de outra pessoa, mas para o nosso, olhamos pelo lado errado de um telescópio. Encontramos facilmente um cisco de falsidade no outro, quando temos um amontoado deles nas nossas próprias vidas. A ira contra o cisco na vida de outra pessoa pode vir da culpa reprimida pelo mesmo pecado enorme em nossas próprias vidas.”
Jesus estava usando um pouco de senso de humor quando disse: “Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão, e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho? Como você pode dizer ao seu irmão: ‘Deixe-me tirar o cisco do seu olho’, quando há uma viga no seu?” (Mateus 7:3-4). A palavra “viga” refere-se a um pedaço bem grande de madeira, enquanto a palavra “cisco” se refere a um pedacinho, pequeno como pó de serragem. Então, parafraseando livremente: “Como você vai tirar o pó de serragem do olho do seu irmão se você tem um poste no seu olho?”
Uma particularidade interessante dessa frase é que “cisco” e “viga” vêm da mesma palavra original, o que significa que se trata da mesma substância. Noutras palavras, Jesus estava dizendo que a razão pela qual algumas pessoas são tão ligeiras em encontrar defeito na vida dos outros é porque eles conhecem bem esse defeito. Elas identificam certas coisas na vida de outra pessoa porque são culpadas do mesmo pecado — provavelmente em grau maior.
Às vezes as pessoas que esmiúçam o pecado alheio são culpadas de coisas muito piores. Mas se sabemos algo sobre sermos perdoados por Deus, nós mesmos temos de ser pessoas que perdoem. Pessoas perdoadas devem ser pessoas que perdoam.

sexta-feira, março 11, 2016

ATRAVÉS DAS ÁGUAS AGITADAS



"Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, você não se queimará; as chamas não o deixarão em brasas." (Isaías 43:2)

Certa vez, quando os discípulos enfrentaram uma tempestade violenta no mar da Galileia, clamaram para Jesus e Ele acabou com a tormenta. Mas primeiro Jesus os repreendeu. Ele perguntou: "Por que vocês estão com tanto medo, homens de pequena fé?" (Mateus 8:26). Em outras palavras: “Ei pessoal, onde está a fé de vocês? Será que ainda não aprenderam nada?”

Achamos um pequeno detalhe em Marcos 4:35 que não encontramos no relato de Mateus: “Naquele dia, ao anoitecer, disse ele aos seus discípulos: 'Vamos atravessar para o outro lado'.”

Jesus não prometeu que os discípulos fariam uma travessia tranquila, mas Ele prometeu chegar em segurança ao outro lado. Eles precisavam saber que seria difícil, porque Jesus falou: "Vamos atravessar para o outro lado" e isso significava que eles chegariam ao outro lado.

Da mesma forma, Jesus prometeu permanecer conosco. Deus disse: “Quando você atravessar as águas, eu estarei com você; e, quando você atravessar os rios, eles não o encobrirão. Quando você andar através do fogo, você não se queimará; as chamas não o deixarão em brasas.” (Isaías 43:2). Na tempestade que você talvez esteja enfrentado nesse momento, Deus está com você. Ele está caminhando com você através dessa dificuldade.

Se você abandonar a sua fé, se você se virar contra Deus, você não chegará ao outro lado. Deus lhe deu a liberdade de escolha e você pode escolher caminhar para longe d'Ele. No entanto, se você quiser atravessar, você o fará. Não será pelo seu esforço, mas porque Deus vai lhe dar a força necessária para fazer isso. E Ele busca a sua cooperação.

Tempestades virão para todos. A chuva cairá e o vento soprará. Você pode ter uma viagem turbulenta, mas certamente chegará do outro lado

quinta-feira, março 10, 2016

UM FUTURO CERTO



"[...] por estarem nele, que é o Cabeça de todo poder e autoridade, vocês receberam a plenitude." (Colossenses 2:10)

Depois de cruzar o mar da Galileia, Jesus e Seus discípulos chegaram à região dos gadarenos, onde Ele se deparou com dois homens loucos, lamentáveis, que estavam inteiramente sob o poder do diabo.

Na versão de Lucas, ele mira um desses homens em particular, decerto porque era o que estava, dentre os dois, em condição mais extrema. De fato, em Lucas 8:27, ele escreve que esse sujeito não usava roupas e vivia entre sepulturas. Além disso, sabemos que ele batia em si mesmo e se machucava, e também que se cortava com pedras agudas. Havia sido feita uma tentativa de acorrentá-lo, mas com força sobre-humana ele fora capaz de romper as correntes.

Quando esses dois homens se depararam face a face com Jesus, os demônios que estavam neles perguntaram: "Que queres conosco, Filho de Deus? Vieste aqui para nos atormentar antes do devido tempo?" (Mateus 8:29). Isso nos diz que o diabo e seus demônios sabem que vem o dia do julgamento. Claro, o diabo está em revolta contra Deus, então seus planos são diferentes dos nossos. Ele quer causar tanto estrago quando possa até que Jesus volte novamente.

Se cremos que Jesus vai voltar, isso deve fazer com que vivamos vidas santas, para ficar tão perto d'Ele quanto possível e tentar alcançar outros para Ele.

Mas o diabo quer que paremos de alcançar o mundo. Ele sussurra: "Ora, Deus nunca ia usar você! Você é só um pecador! Você é um fracasso!" Então, da próxima vez que o diabo lembrar-lhe de seu passado, lembre-o do futuro dele. Ele vai receber o que merece e vai encarar o juízo de Deus — e ele sabe disso.

quarta-feira, março 09, 2016

LULA, VOCÊ É SÓ MAIS UM CORONEL


lulasaulLula, você não se lembra de mim e é natural que não se lembre, afinal de contas são muitos os que, como eu, um dia enxergaram em você uma alternativa ao patrimonialismo brasileiro. Deixe eu contar um pedaço da minha história.
Jovem no Piauí, eu não gostava dos coronéis. O pior lado deles era aquela certeza de que estavam acima da lei. Na escola, um professor se encarregou de lavar o meu cérebro. Ele recrutava jovens inocentes para serem soldados responsáveis por carregarem os demônios dele, do PT e os seus.
Tudo o que ele falava soava justo, sábio e emancipador. Ao tempo, era a juventude urbana escolarizada duelando contra os coronéis do sertão piauiense. O Piauí, como você sabe, elegeu um governador do PT. Eu lembro de ter comprado um broche e uma camisa. Os militantes me disseram que o dinheiro das campanhas do PT vinha daqueles broches. Para ajudar, comprei mais um.
Mas, Lula, você me enganou. Você aplicou ao Brasil a lógica da sua própria vida: você escolheu o caminho que exigia menos trabalho. Sua política econômica foi primitiva e seus compromissos sociais são todos demagógicos. O populismo saiu caro demais.
Ontem, vi você inflamar brasileiros uns contra os outros porque um delegado lhe perguntou se você se enriqueceu às custas da corrupção na PETROBRAS. Você se enriqueceu? É justo perguntar. Essa foto foi tirada em mais uma campanha sua e de seus aliados, quando eu era bem mais jovenzinho.
Ali, eu achava que ter compromisso social era apoiar você. Mas eu me enganei. Hoje, continuo com o meu ideal de emancipação do semelhante e dou o meu melhor nesse propósito. Também sigo combatendo coronéis.
E você, Lula, é só mais um deles.